NOTÍCIA


Crédito: Divino Guia

Medici Ermete Lambrusco Reggiano Concerto 2018

PARA ENTENDER - RAPIDINHO

Lambrusco Reggiano Concerto


BRASIL - POR ÁLVARO CÉZAR GALVÃO -

Lambrusco, tenho a certeza que já ouviu falar. Mas ouviu boas ou más palavras sobre o Lambrusco? Antes de tudo, lembro que Lambrusco é variedade de uva que dá nome a alguns vinhos frisantes. O Lambrusco tem origem na Emilia-Romagna, uma região localizada no norte da Itália considerada uma das mais antigas de lá. Mas vamos por partes.

O que é um frisante?
Frisantes são os vinhos gaseificados, ou seja, contém gás, seja ele adicionado ou natural da fermentação. Há frisantes tintos, brancos e rosados como os Lambruscos da Emilia Romana. Os frisantes têm menos gás que um espumante, seus primos mais ricos neste componente, girando em torno de 1,5 a 2 atm. Para se ter uma ideia, os Champagnes e bons espumantes chegam a 6 atm.

O Lambrusco, em virtude de muita importação de produtos de baixa qualidade e preços, sofreu uma injusta má fama. Sim há Lambrusco ruins, como qualquer outro vinho, mas, há também os excelentes.

Quais são os principais tipos de Lambrusco?
São 13 variedades de uvas tintas identificadas como Lambrusco, sendo que cada uma delas é ligada a uma denominação de origem.

As duas mais comuns denominações são:
Lambrusco di Sorbara- Denominação de origem produzida na província de Modena-Emilia-Romagna.

Lambrusco Salamino- É uma variação que pode ser utilizada para fabricar vinhos rosés ou tintos. De acordo com a legislação da denominação de origem, pode ser produzido nas províncias de Mântua, Modena e Reggio Emilia.

Classificação do Lambrusco quanto ao teor de açúcares por litro:
Secco até 9g/l de açúcar.
Abboccato, ou ligeiramente doce de 10 a 18g/l.
Amabile ou semi-doce de 18 a 45g/l.
Dolce ou doce acima de 45g/l.

Confraria do Adolar
Adolar Hermann, proprietário da importadora Decanter e da Vinícola Hermann, resolveu movimentar seu segmento com a Confraria do Adolar. Uma ideia muito bacana, onde por convite, enófilos, sommeliers, jornalistas e quem sabe clientes, poderão, via zoom, conhecer alguns dos rótulos selecionados para este momento lúdico, sua Confraria.

Eu participei, com mais alguns amigos jornalistas da primeira Confraria do Adolar, e por causa dela, é que este texto, com o vinho frisante Medici Ermete – Lambrusco Reggiano Concerto 2018, está sendo redigido.

O Medici Ermete – Lambrusco Reggiano Concerto 2018, foi um dos vinhos degustados na ocasião. Os outros foram, na ordem degustada, após o Lambrusco.

– Umani Ronchi – Verdicchio dei Castelli di Jesi Classico Superiore Casal di Serra 2019: 10° C
– Arpepe – Rosso di Valtellina 2015: 16° C
– Tenuta Castelbuono – Ziggurat Montefalco Rosso 2016: 18° C
– Rocca delle Macìe – Chianti Classico Gran Selezione Riserva di Fizzano 2013: 18° C
– Feudo Maccari – Nero d’Avola Saia 2016: 18° C

Mas vou ficar neste texto com o Medici Ermete – Lambrusco Reggiano Concerto 2018, justamente para deixar claro que sim, há excelentes Lambrusco para se degustar.

O Lambrusco é por excelência o vinho que acompanha embutidos, mas vejam, não só embutidos. Eu que sou admirador dos Vinhos Verdes Tintos para acompanhar bacalhau, aconselho a provarem esta iguaria com o Lambrusco Concerto.

Crédito: Divino Guia

Bacalhoada


Eu abri o Concerto no meio da semana, e como o Lambrusco tem gás, eu não guardei para o bacalhau que fiz para o Domingo de Páscoa, mas por experiência, garanto, sei que iria dar match!

O Concerto provêm de vinhedos próprios em Gaida, Emilia-Romagna, é um Lambrusco Salamino. Outra característica do Lambrusco é o teor de álcool não ser elevado, o Concerto tem 11,5°GL.

O vinho é muito equilibrado com teor de açúcar em 9g/l. Muito frutado no olfato e no palato, sua acidez é vertical, fascinante eu diria. Isto o torna muito versátil para harmonizações gastronômicas; lembrei do bacalhau que costumo fazer!

O Tiago Locatelli, sommelier da Decanter, e o responsável pala degustação na Confraria, sugere lasanha à bolonhesa, massas em preparações ao sugo; pizzas; bruschettas; antepastos italianos; mortadelas e salames.
Servir a 12-14°C.


Álvaro Cézar Galvão (de São Paulo), o engenheiro que virou vinho, é autor do site Divino Guia


Mais...
ComentarTirar
Dúvida
Seguir
Por
E-Mail
Ver
Mais
Notícias
Ver
Produtos
e Livros

PUBLICAÇÃO DE 1 DE JUNHO DE 2021


Ver mais notícias


Compartilhar

Tags  para entender, rapidinho, divino guia, brasil, br, brasil, lambrusco reggiano concerto, adolar hermann, arpepe, decanter, espumantes, reggio emilia, tenuta castelbuono, ziggurat montefalco rosso, vinhos frisantes


Pesquisar no Vinho&Cia

Seguir o Vinho&Cia nas redes sociais

    

  © ConVisão | Desde 1991