NOTÍCIA


Crédito: Vinho&Cia

Prova de cinco rótulos da Chadwick Wines

O QUE BEBER - QUE VALE A PENA

No festival Rio Wine mais uma grande prova da Chadwick


RIO DE JANEIRO - POR REGIS GEHLEN OLIVEIRA - Muito bem organizado por Marcelo Copello e Sérgio Queiroz, do grupo Baco, o Rio Wine and Food Festival passa por mais uma edição com diversas atrações em vários pontos da Cidade Maravilhosa e um grande evento no Copacabana Palace: uma prova de vinhos da Chadwick Wines. A vinícola produz alguns dos melhores rótulos do Chile, e dois deles da safra 2015 obtiveram recentemente a pontuação máxima 100 de famosos críticos internacionais.

Ela já produzia um grande vinho, o Don Maximiano, quando embarcou em dois projetos de rótulos de alta gama, para competir com os melhores do mundo, o Seña e o Chadwick. Ficou bem famosa no universo do vinho quando realizou uma prova com especialistas, que ficou conhecida como a Cata de Berlin, em que seus rótulos bateram às cegas vinhos ícones da França e da Itália.

Crédito: Vinho&Cia

Enólogo Francisco Baettig em apresentação no RWFF



No RWFF o enólogo-chefe da Chadwick, Francisco Baettig, apresentou as safras 2007 e 2015 do Don Maximiano, as 2009 e 2015 do Seña e a 2015 do Chadwick. A 2007 do Don Maximiano, de Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc, está espetacular para apreciar agora, redonda e com profundidade na boca. A sua 2015 já incorpora mais uvas, com presença intensa de Carménère, e está mais frutada. Comparando as 2009 e 2015 do Seña observa-se a retirada da Merlot do corte com várias uvas, apontando mais uma vez que essa casta não é adequada no Chile para vinhos de alta gama, o que foi confirmado por Baettig no evento. Os Seña são vinhos equilibrados, modernos. Mesmo as suas safras mais recentes são adequadas para beber jovens, diferente de alguns ícones de grandes Châteaux franceses extremamente tânicos antes de envelhecer. O Chadwick é um 100% Cabernet Sauvignon, intenso mas muito arredondado.

Todos os cinco do evento do RWFF são grandes vinhos, quentes. Ao prová-los em conjunto certamente as pessoas terão preferências distintas, ao gosto próprio, independente da fria precisão científica de uma nota 100 outorgada por um crítico aos 2015 do Seña e do Chadwick.

Crédito: Vinho&Cia

Evento no Copacabana Palace do RWFF




Regis Gehlen Oliveira é editor do Vinho&Cia


Mais...
ComentarTirar
Dúvida
Seguir
Por
E-Mail
Ver
Mais
Notícias
Ver
Produtos
e Livros

PUBLICAÇÃO DE 8 DE AGOSTO DE 2018


Ver mais notícias


Compartilhar

Tags  o que beber, que vale a pena, grupo baco multimídia, rio de janeiro, rj, brasil


Pesquisar no Vinho&Cia

Seguir o Vinho&Cia nas redes sociais

    

  © ConVisão | Desde 1991