NOTÍCIA


Crédito: Álvaro Cézar Galvão

Três safras degustadas do vinho Seña

O QUE BEBER - PARA SUSPIRAR

Uma verdadeira emoção com 3 safras do vinho Seña


CHILE - POR ÁLVARO CÉZAR GALVÃO - Em mais uma ida ao Chile – este país que nos ensina como se deve tratar o agronegócio, tendo pouco território, onde quase dois terços são desertos ou geleiras – fui visitar a famosa Seña, no Valle do Aconcagua, levado pela querida e incansável Susana González, da empresa Brandabout. Nessa visita tive o prazer de estar acompanhado também pelo jornalista Eduardo Milan, pelo export manager da empresa, Diego Rodriguez, e pelo “espírito engarrafado” do enólogo chefe da Seña, o estupendo profissional Francisco Baettig.

A vista na Seña é deslumbrante, paradisíaca mesmo, e as fotos não conseguem detalhar. O que fica na mente e na retina é que vale mesmo o seu valor. A organização desta bodega é impecável. Atende muito pouco aos jornalistas, pois a infraestrutura é espartana, apesar de fantástica quando posta em andamento para nos atender. Dista uns 40 km do mar e uns 100 km da capital, Santiago, em uma colina contendo cerca de 40 ha, em harmonia com a natureza, conservados com rigor.

O vinho Seña é um corte bordalês por excelência, em que as cepas Cabernet Sauvignon, Carmenère, Merlot, Cabernet Franc, Malbec e Petit Verdot se mesclam com graça e elegância, provindo de
terroir específico, num processo que desde 2005 se reverteu ao modo biodinâmico de encarar o vinho e a agricultura.

Em 1995 Eduardo Chadwick e Robert Mondavi uniram-se movidos pelo desejo de fazerem um vinho ícone no Chile. Mais tarde levaram para o Seña, além da clara amizade que os unia, um resultado que desde logo atingiu o pleno objetivo dos amigos. Para encurtar a história – que pode ser melhor conhecida no site www.sena.cl – na famosa Cata de Berlin de 2004, 36 respeitados juízes julgaram 16 dos mais icônicos vinhos, entre eles os mais famosos e conceituados da França e da Itália, além de 6 amostras do Chile, todos das safras de 2000 e 2001. O Viñedo Chadwick 2000 da Viña Errázuriz se classificou em primeiro lugar, seguido pelo Seña 2001.


PROVA

Degustamos uma pequena vertical de três safras: 2012, 2013 e 2014. Todos os vinhos foram espetaculares, e claro, aqui seguem minhas observações, que não foram coincidentes com as do Eduardo Milan, no tocante à safra que mais agradou, ou melhor evoluiu.

Seña 2012 – corte de 52% Cab. Sauvignon, 23% Carmenère, 12% Merlot, 7% Malbec e 6% Petit Verdot, estagiando 22 meses em barricas francesas, sendo 70% novas. O vinho atingiu 99 pontos pelo crítico James Sucklin. É frutado doce com especiarias, surgindo floral e mineral. Em boca, tem boa acidez, as especiarias e o frutado presentes, um tanino impecável, longo em boca, e sutil mineral, lembrando grafite. Foi o meu favorito!

Seña 2013 – corte de 58% Cab. Sauvignon, 15% Carmenère, 10% Merlot, 12% Malbec e 5% Petit Verdot, estagiando 22 meses em barricas francesas, sendo 75% novas. O vinho também atingiu 99 pontos por James Sucklin. Tem pimenta, frutado e algo de carne, aparecendo depois o floral e mineral. Em boca confirma o frutado, o tanino é mais evidente que o anterior, mas muito bom, embora me tenha sugerido mais verde ainda! Foi o meu segundo favorito!

Seña 2014 – corte de 60% Cab. Sauvignon, 16% Carmenère, 8% Merlot, 11% Malbec e 5% Petit Verdot, estagiando 22 meses em barricas francesas, sendo 67% novas e outros 5% em foudres novos. O vinho atingiu 97 pontos por James Sucklin. Tem mineral mais evidente, pimenta e frutado bem maduro. Em boca a sua acidez foi mais notada e seus taninos espetaculares, confirma o frutado e é o mais longo em retrolfato dos três, mas ainda muito novo.

Na verdade, não há muito o que dizer destes vinhos, a não ser que são extraordinários, e que a nuance exigida em cada safra pelo enólogo é mágica, pois muda o corte, o estágio em madeira e o tipo delas.

Até o próximo brinde!


Álvaro Cézar Galvão (de São Paulo), o engenheiro que virou vinho, é autor do site Divino Guia


Mais...
ComentarTirar
Dúvida
Seguir
Por
E-Mail
Ver
Mais
Notícias
Ver
Produtos
e Livros

PUBLICAÇÃO DE 1 DE MARÇO DE 2018


Ver mais notícias


Compartilhar

Tags  o que beber, para suspirar, chadwick wines, chile, , chile


Pesquisar no Vinho&Cia

Seguir o Vinho&Cia nas redes sociais

    

  © ConVisão | Desde 1991